1. OBJECTIVO

Contribuir para a reestruturação e desenvolvimento da Cadeia Produtiva de Indústria de Materiais de Construção, estimulando a modernização e a sustentabilidade das empresas e incrementar a produção de materiais de construção, com a consequente redução das importações.

2. PÚBLICO-ALVO

Empresários/Produtor angolanos suficientemente capazes e organizados, que desenvolvam actividades caracterizadas como elos prioritários da cadeia produtiva da indústria dos materiais de construção em condições competitivas.

3. O QUE O PROGRAMA FINANCIA

  • Capital fixo considerado importante para a melhoria da produtividade e da competitividade da empresa;
  • Capital circulante isolado ou associado ao investimento;
  • Transformação ou beneficiamento de matérias-primas, locais e/ou importadas, visando a produção de insumos para a construção civil;
  • Serviços de mão-de-obra especializada, de transporte, de armazenagem e de assistência técnica.

4. ENCARGOS FINANCEIROS

  • Taxa de juro: 8% ao ano, empréstimos em KZ, a rever periodicamente.
  • Taxa de juro de mora: 1% a 4% sobre a prestação do capital em atraso.
  • Bonificação da taxa de juro: Concedida de acordo com o sector de actividade, zona geográfica e pontualidade no reembolso.
  • Encargos associados: Comissão de montagem do crédito, de 0,75% a 1%,

5. PRAZOS

Prazos
Sectores Finalidade Carencia  Reembolso Total    
Industria Transformadora
Capital Circulante
até 3 meses
até 9 meses
até 12 meses
Investimento Fixo
até 12 meses
até 60 meses
até 72 meses
Transporte/ Armazenagem
Investimento fixo
até 12 meses
até 48 meses
até 60 meses
Comercio e Distribuição
Capital Circulante
até 3 meses
até 12 meses
até 15 meses
Investimento Fixo
até 12 meses
até 36 meses
até 48 meses
Prestação de Serviço
até 12 meses
até 36 meses
até 48 meses

6. GARANTIAS

  • Penhor de direitos;
  • Fiança ou Avales
  • Penhor de bens móveis
  • Hipoteca
  • Outras garantias

7. ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Sempre que se mostrar necessário, será obrigatório a empresa/produtor contar com assistência técnica especializada, devendo esta constituir parte integrante da operação de financiamento.

8. ÁREAS DE ACTUAÇÃO

Províncias do Bengo, Benguela, Cabinda e Luanda